Pandemia reduz número de milionários

O número de pessoas com um património superior a um milhão de dólares reduziu com a pandemia, mas foi uma redução muito ligeira, de menos 56.000 pessoas (0,1% do total), pelo que o número destes se encontra agora em 51,9 milhões, destacou esta quinta-feira o Relatório Global sobre Riqueza do Credit Suisse.

A China foi o país onde o aumento no número de milionários foi maior nos seis primeiros meses deste ano (mais 365.000), seguida dos Países Baixos (74.000) e Alemanha e Estados Unidos, ambos com mais 58.000 fortunas.

No outro lado, e prejudicados sobretudo pelas alterações nas taxas de câmbio face ao dólar nos seus países, o Reino Unido perdeu 241.000 milionários, Brasil 116.000 e México 56.000, segundo assinalou o estudo anual do segundo maior banco suíço.

Fonte:EFE

Anúncio