Famílias também precisam se preparar para a volta às aulas: rede de escolas inclui dicas para ajudar na transição

Planejamento da Sphere International School inclui ações que contemplam não apenas colaboradores e prestadores de serviço, mas também alunos e familiares

Em março, as escolas tiveram que adaptar sua forma de ensino para possibilitar a continuação da aprendizagem das crianças em casa, devido à quarentena estabelecida em todo o Brasil. Agora, com a flexibilização iniciando em diversas cidades e o debate acontecendo nas demais, os colégios precisam estabelecer os protocolos para a volta às aulas presenciais: dentro do “novo normal”.

Sphere International School, rede de escolas inovadoras e internacionais concebida a partir das referências da educação e cultura brasileira, usou as recomendações de órgãos internacionais e nacionais, além de boas práticas de outras escolas também com a certificação IB (International Baccalaureate) na China, Japão e Coréia do Sul para desenvolver os seus protocolos.

No entanto, a lista de protocolos elaborada pela Sphere International School vai além das mudanças nos espaços físicos, como sanitização, processos de biossegurança e higienização dos ambientes, e dos procedimentos gerais adotados entre as escolas, como máscaras, checagem de temperaturas constantes, higienização, distanciamento (a Sphere usará adesivos no chão para demarcar onde as crianças devem ficar para ajudá-las nesse processo) e outras medidas.

O planejamento inclui também os alunos e seus familiares no processo pedagógico de readaptação para o retorno às escola. Isso contempla educação quanto ao contágio, combate às Fake News e protocolos de interações físicas e circulação de materiais entre os alunos, assim como sugestões para ajudar os familiares a lidarem com o contato de seus filhos com informações sobre a COVID-19 na mídia e dicas de como informar sem assustar as crianças.

“As famílias passaram primeiro pela dificuldade de adaptar a criança à quarentena, com desafios que foram desde ocupar os pequenos com atividades da manhã à noite, até a atenção redobrada aos hábitos alimentares, que ficaram mais bagunçados neste período principalmente devido ao tédio da reclusão em casa”, explica Ana Seixas, Diretora da Rede Sphere International School. “Agora, terão um novo desafio: a volta gradual à sociedade. Esse processo também possui uma série de implicações e exige outra adaptação das crianças, uma vez que as coisas não voltarão ao que eram antes”, afirma.

Durante o período de isolamento, a Sphere realizou acompanhamento e pesquisas com as famílias dos alunos para entender as necessidades e desafios enfrentados e poder ajudá-los. Em um questionário sobre a volta às aulas, mais de 60% afirmaram estar muito satisfeitos com a continuidade do atendimento online aos pais e com as campanhas de boas práticas promovidas.

“Entendemos as dificuldades e cuidados especiais que esse período exige e acreditamos que nosso trabalho vai além de apenas ensinar nossos alunos. Temos um comprometimento muito grande não só com as crianças, mas também com suas famílias, por isso tivemos o cuidado de incluir em nosso protocolo algumas sugestões e dicas para ajudar os pais nesta transição”, diz. “Nossos educadores e profissionais pedagógicos também estão à disposição das crianças, para dar apoio socioemocional e dar continuidade ao trabalho que os pais estão fazendo de educá-las para essa readaptação” conclui Seixas.

Para os familiares, algumas das dicas que a Sphere elaborou são:

Informações para as crianças: somos alimentados diariamente por informações sobre a evolução da pandemia no País. A Sphere recomenda aos pais que se mantenham atentos ao impacto dessas notícias em seus filhos. Dificuldades para dormir, dores no estômago e ansiedade podem ser sinais de medo e angústia frente às informações que recebem todos os dias. Caso isso ocorra, aconchegue seu filho e o tranquilize. É sempre importante incentivar as crianças a discutir suas preocupações e fazer perguntas, assim como fornecer informações de maneira honesta e apropriada para a sua idade.

Construção de hábitos de higiene: as crianças aprendem pelo exemplo, por isso seja um líder nos cuidados com a higiene pessoal. Algumas dicas de como fazer isso são: adotar em sua casa o hábito de cobrir a tosse e o espirro com o cotovelo; não dar beijos antes de se desinfetar ao chegar em casa; lavar as mãos com sabonete por 20 segundos várias vezes ao dia; usar álcool gel e máscara de proteção quando realizando atividades externas. Além disso, é importante valorizar e incentivar seu filho a respeitar os procedimentos de higiene.

Retomada da vida: Mantenha as crianças e jovens na escola quando saudáveis. Eles necessitam retomar a vida de forma saudável, tanto física como emocionalmente. Retome rotinas e horários regulares tanto quanto possível. Em vez de manter as crianças fora da escola, ensine-as boas práticas de higiene e dê-lhes exemplos claros sobre o que eles podem fazer para ajudar a proteger a si e aos outros do vírus. Compartilhe informações sobre o que poderia acontecer de uma maneira tranquilizadora. Monitore a saúde do seu filho e mantenha-o em casa se estiver doente ou se tiver a recomendação de um médico.

Para os alunos, algumas das medidas diferenciadas que a rede planejou são:

Acolhimento socioemocional: foram muitos dias de quarentena, uma enxurrada de informações e notícias sobre contaminação e mortes. Os educadores deverão ter escuta ativa para perceber o medo e a angústia dos alunos. Devem ouvir suas preocupações e responder suas perguntas. Os educadores devem incentivá-los a expressar e comunicar seus sentimentos.

Conceitos básicos e combate às Fake News: os educadores ajudarão os alunos a entenderem conceitos básicos de prevenção e controle de diversas doenças por meio de exercícios. Também será discutido como analisar a veracidade de notícias e impedir a disseminação de Fake News.

Atividades físicas e circulação de materiais: os professores desenvolverão um plano pedagógico para que as atividades que demandem interação física ocorram sem o contato entre aluno, evitando sempre que possível o compartilhamento de materiais. Os alunos também serão orientados a não retirarem seus materiais do ambiente escolar, evitando retirada e reingresso e mantendo um maior controle de contaminação.

Retorno gradativo: Educação Infantil e Ensino Fundamental I serão os primeiros a retornar, enquanto que os alunos de Ensino Fundamental II continuam com a modalidade de ensino remoto. Assim que os fluxos de circulação de pessoas se mostrarem favoravelmente efetivados, os demais alunos voltam às aulas.

Alunos e profissionais que são do grupo de risco deverão avaliar com os seus médicos o retorno às atividades presenciais. Porém, a escola garantirá a continuidade das atividades remotas para esses grupos.

Para as novas unidades da Sphere International School, que já vão nascer no “novo normal”, não haverá necessidade de um retorno gradual. Elas já serão pensadas para incorporar os protocolos desde sua abertura e estarão preparadas para resistir a uma segunda onda ou outras pandemias.

Diagnóstico de aprendizagem durante o ensino remoto: será feita uma avaliação para identificar possíveis dificuldades desenvolvidas no período de ensino online. Alunos que tiveram problemas de acesso ou de acompanhamento das aulas podem apresentar lacunas de aprendizagem que devem ser observadas pelos professores para que seja elaborado um plano de recuperação e rapidamente sejam superadas.

Sobre o Grupo SEB
Com mais de 50 anos de experiência, o Grupo SEB – Sistema Educacional Brasileiro – é considerado um dos maiores grupos educacionais do país. Hoje sua atuação é em grande parte focada na educação básica, segmento no qual é líder no Brasil. Empregando mais de 6 mil colaboradores, possui 260 escolas, entre próprias e parceiras, atendendo a um total de 130 mil alunos distribuídos por todas as regiões do país. Para gerenciar operações tão robustas e agregar qualidade e agilidade nas operações, criamos unidades de negócios independentes. São elas: SEB Educação, Franquias, Ensino Superior, Luminova e Conexia.

Sobre a Sphere International School
É uma rede de escolas inovadoras, bilíngues e internacionais concebida a partir das referências da educação e cultura brasileira. Parte do Grupo SEB, um dos maiores grupos educacionais do país, a rede conta com a experiência de 15 anos da escola referência e a expansão pelo modelo de franquia iniciou em 2019.
Anúncio