Decreto torna obrigatório o uso de máscara em Goiânia

Protocolo para diminuir chances de contágio pelo novo coronavírus deve ser observado por todos que transitarem pelos espaços públicos da capital. Desobediência pode render multa de R$ 627,38

A partir da próxima segunda-feira, 22, quem não usar máscara em locais públicos de Goiânia será multado. O acessório é considerado essencial para evitar o contágio pelo novo coranavírus. A determinação está contida em decreto do prefeito Iris Rezende, que será publicado nesta sexta-feira, 19. O documento estabelece a obrigatoriedade do uso da máscara facial em todas as vias e espaços públicos, transportes públicos coletivos, estabelecimentos comerciais, industriais e espaços de prestação de serviço.

A exigência é por tempo indeterminado, enquanto vigorar o estado de emergência no município, previsto no Decreto n° 736, de 13 de março de 2020. A fiscalização começa já na próxima segunda-feira, 22, e será feita pelos agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM). Quem for pego sem o acessório em espaços públicos poderá ser autuado e/ou multado no valor de R$ 627,38.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia, Walison Moreira, a obrigatoriedade da máscara é mais um reforço da Prefeitura no combate à pandemia.

“Já está comprovado que o uso dela (máscara), se feito adequadamente e por todos, e mantendo a distância de outras pessoas, diminui bastante o risco de contágio pelo vírus”, reforça o titular da Sedetec.

O novo decreto com todas as orientações traz  inúmeros e rígidos protocolos de segurança, que deverão ser rigorosamente respeitados pelos lojistas, colaboradores e clientes. Todos os locais com liberação para funcionar terão que disponibilizar álcool em gel 70% para higienização das mãos e pontos para a lavagem das mãos.

Anúncio