Coronavírus: obesidade pode ser fator de risco para a covid-19

As primeiras observações relacionadas ao perfil dos infectados pelo novo coronavírus sinalizam que a obesidade pode ser um fator de risco para o agravamento da doença causada por ele, a covid-19, observa o cardiologista e especialista em hipertensão Oscar H. Cingolani.

Em entrevista à BBC News Brasil, o professor da Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, lembrou que estudo recente do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos apontou para a relação entre quadros mais graves de covid-19 e a obesidade mórbida.

Nesse sentido, ele destaca o número elevado de casos da doença registrados em Estados americanos como o de Nova Orleans, onde o nível de obesidade é alto.

O médico argentino, que é também diretor do Centro de Hipertensão Arterial e diretor associado da Unidade de Cuidados Críticos Cardíacos do Hospital Johns Hopkins, é autor, com outros especialistas, de artigo publicado nesta sexta-feira (03/04) no períodico científico Journal of the American Medical Association (JAMA) que discute a presença de doenças cardiovasculares e diabetes em um percentual elevado daqueles que desenvolvem quadros mais severos da doença.

Fonte: BBC

Anúncio