Sindimed denuncia que hospitais privados reduziram médicos nos PAs

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed) recebeu várias denúncias  da classe médica e pacientes que os hospitais privados como Santa Rosa e São Mateus estão dispensando médicos nessa época de pandemia nos Pronto-atendimentos das unidades.

Cuiabá, abril de 2020 – “Enquanto a rede pública está tentando se organizar para que as pessoas tenham atendimento nessa pandemia de coronavírus, os hospitais privados estão reduzindo as escalas pela queda da demanda, ou seja, não estão de prontidão para dar sua colaboração em prol do combate ao coronavírus. Para ‘economizar’ como estão com menos pacientes, simplesmente diminuíram os plantões, um absurdo e falta de comprometimento com a população”, alertou o médico e diretor de comunicação do Sindimed Adeildo Lucena.

Segundo as denuncias que chagaram no sindicato, o Hospital São Mateus não tem mais pediatra no pronto-atendimento e diminuiu de 05 médicos para 02 nos plantões. “E ainda recebemos a informação que reduziu o salário dos enfermeiros em 25%. São profissionais que trabalham duro. Sabemos que a equipe de enfermagem faz diferença”, acrescenta Adeildo.

No caso do Santa Rosa, a denuncia é que estão com 50% dos médicos no plantão do pronto-atendimento.

“Quando se fala de saúde não é só a rede pública que tem que ficar de prontidão, que inclusive está contratando para suprir a demanda de casos suspeitos que tem aumentado assustadoramente.  E a rede privada está dispensando médicos. Ora,  eles esquecem que as pessoas que têm plano de saúde não vão para a rede pública E quando isso acontecer e os pronto-atendimentos ficarem lotados, um foco de transmissão do vírus aí sim vão tomar providências e chamar os profissionais médicos?”, questiona Adeildo.

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here