Com duas provas de alta velocidade, Mitsubishi Cup define os campeões do ano

Ricardo Leizer / Mitsubishi

Super Final Lubrax Mitsubishi Motors reuniu centenas de pessoas no Autódromo Velo Città em uma grande festa do esporte; confira os vencedores em cada categoria

Mogi Guaçu (SP), novembro de 2019 – Uma pista com novos desafios, curvas de alta e baixa velocidades e área de espetáculo para empolgar o público. Esta foi a receita da grande final da Mitsubishi Motors neste sábado (23) em Mogi Guaçu (SP).

Os pilotos e navegadores enfrentaram duas provas de 45 quilômetros cada com direito a seis quilômetros dentro do complexo do Autódromo Velo Città, com a chegada em um salto incrível onde os carros “voavam” levantando o público.

Pela primeira vez na competição, a pilota paraguaia Andrea Lafarja experimentou o ASX RS. Ela tem inúmeros títulos em seu currículo, dentre o Rally del Chaco, uma das mais importantes provas do Paraguai, além do Sul-americano de Rali Cross-country e o Desafio Inca na categoria T1 Diesel. Foi também a primeira mulher paraguaia a completar o Rally Dakar, a maior prova off-road do mundo.

“Participar da Mitsubishi Cup foi uma experiência única! Fiz parte de diversas competições e posso dizer que essa foi uma das melhores organizações que já vi. Quero agradecer muito o convite e parabenizar toda a equipe. Estou muito feliz por estar aqui em um evento tão importante para esse País. Espero ter a oportunidade de correr em mais uma etapa no ano que vem”, destaca Andrea.

Das águas para a terra
Campeão mundial de surf, Adriano de Souza, o Mineirinho, competiu pela primeira vez num rali a bordo da L200 Triton Sport R. “Conduzir um carro de rali não é tão simples como parece, pois exige bastante do corpo e principalmente do condicionamento físico, mas é bem legal participar desse evento. Agradeço a Mitsubishi por proporcionar essa experiência que eu vou carregar para sempre”, empolga-se Adriano.

Homenagens 20 anos
Já são 20 anos acelerando em várias partes do Brasil. E para comemorar, figuras importantes e que fazem parte da história da prova são homenageadas e convidadas a disputar uma etapa. Na primeira do ano, foi a vez do piloto Edu Piano, primeiro campeão da competição. Já em Ribeirão Preto, Marcelo Mendes, único tricampeão consecutivo, e ainda em três categorias diferentes. Em Indaiatuba, foi a vez do navegador Marcos Panstein. Em Jaguariúna, a pilota que mais vezes disputou a prova, Helena Deyama; Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio, a dupla mais jovem a vencer uma temporada; e Seigo Nakamura, o piloto com maior número de participações em temporadas consecutivas da Mitsubishi Cup: 17 no total, e com todos os modelos de veículos produzidos pela marca.

Fechando o ano, foi a vez da dupla Cristian Baumgart e Beco Andreotti, que trazem na bagagem sete títulos (três e quatro, respectivamente). E a dupla fez bonito e venceu a etapa de Mogi Guaçu.

“Muito bacana chegar em primeiro e competir com o pessoal que está acostumado a andar com o carro e correu a temporada toda. Foi uma experiência diferente dos anos que participei. Rali tem que acelerar, não pode poupar e foi uma surpresa, depois de sete anos sem participar desse evento, subir no pódio em primeiro lugar. Vai ficar pra história! Ainda mais nos 20 anos da Mitsubishi Cup”, vibra Cristian. “A prova está bem complicada, não dá para parar nenhum segundo de navegar com uma referência atrás da outra. No final teve um trecho bem liso que foi muito legal”, explica Beco.

Campeões do ano
Depois de sete etapas e muitos quilômetros de terra e poeira, os campeões das seis categorias puderam comemorar no pódio.

Na categoria ASX RS Master, Ricardinho Feltre e Ivo Mayer dominaram a prova durante todo o ano e levaram o título. “A sensação é indescritível. Lutamos muito desde a primeira etapa dessa temporada e deu tudo certo. Fomos muito competentes, trabalhamos duro e contamos com a sorte. Todo campeão tem que ter a famosa sorte de campeão. Deu tudo certo e já estou ansioso para segurar o título em 2020”, vibra o piloto. “A gente se sente feliz pelo pentacampeonato. Cada prova é uma emoção diferente e vamos tentar ano que vem a busca pelo sexto título”, promete Ivo

Na ASX RS, Eder Benito e Fernando Abe garantiram o campeonato. “Valeu a pena demais! Eu buscava esse título já faz um tempo e esse ano correu tudo perfeitamente. Espero estar preparado para a Master, mas um dia de cada vez. Vou comemorar bastante hoje e depois a gente da um jeito”, brinca Eder. “A gente começou junto, depois o Eder deu um intervalo e a gente voltou. Batemos a cara algumas vezes, mas finalmente conseguimos o título que tanto buscamos. É especial ser o nosso primeiro título e ainda no ano comemorativo de 20 de Mitsubishi Cup se torna ainda mais especial”, afirma Fernando.

O primeiro campeão da Mitsubishi Cup voltou com força total. Após ser convidado e homenageado na primeira etapa, Edu Piano resolver continuar, desbancou os outros pilotos e sagrou-se novamente campeão da competição, o quarto de sua vitoriosa carreira. “Vim e atiçou de novo a vontade de voltar a participar do campeonato e conseguimos resultado em todas as etapas e saímos com o título daqui. O gostinho de voltar é fantástico, relembrar o passado e estar aqui hoje é muito bom! Essa família da Mitsubishi que vi que durante vinte anos não mudou. Continua tudo muito unido, a qualidade de prova fantástica e quero agradecer a toda a equipe por proporcionar essa experiência”, vibra Edu. “É uma delícia ganhar o campeonato na comemoração de 20 anos da Mitsubishi Cup. Fiz a primeira temporada e depois de vinte anos vim aqui para ser campeão. É muito bom! Quando ele me convidou eu fiquei bastante feliz e chegamos ao fim do ano com esse titulo”, comemora o navegador Fausto Dallape.

Na Triton ER Master, Juliano Diener e Gunnar Dums conquistaram a maior pontuação entre todas as categorias. “Com certeza tem um gostinho diferente participar desse campeonato. Foi um ano maravilhoso, muito bacana e fico muito feliz. Não tenho nem palavras para comentar. No ano que vem vamos trabalhar para pensar em mudar de categoria”, garante Juliano. “É uma alegria imensa! Todas as provas estavam ótimas e é difícil dizer qual foi a melhor de todas. No final foi muito gratificante, com certeza é uma das melhores felicidades que se pode ter”, afirma Gunnar.

Já a Triton ER viu a disputa mais acirrada do ano, decidida somente nos últimos quilômetros da etapa de Mogi Guaçu com a vitória de Wellington Costa e Rodrigo Mendonça. “Ano que vem temos que manter a performance. Vamos treinar pra isso e vamos brigar ainda mais. Maravilhoso ter o nome marcado na Mitsubishi Cup, sonho de criança realizado. Vim batalhando desde 2015 e agora chegou minha vez”, emociona-se o piloto. “Não tenho palavras, estou muito emocionado. A gente trabalhou o ano inteiro para nesse momento conseguir levar esse campeonato, essa temporada. Foi a categoria mais disputada, nós ganhamos por muito pouco. Estou muito emocionado e feliz. Agradeço meu piloto que me deu essa oportunidade de navegar pra ele e na minha estreia ser campeão. Isso não tem preço”, comemora Rodrigo.

Fechando o ano com mais um vitória, já que também foram campeões do Rally dos Sertões, Wagner Roncon e Joselito Junior conquistaram o campeonato na L200 Triton Sport RS. “É uma emoção: 20 anos, edição comemorativa e a gente conseguiu o campeonato. Vínhamos brigando pela primeira colocação e o segundo colocado também tinha chance de ganhar. A gente estava com pontos na frente, mas não era vitória garantida. Fomos rápidos, conseguimos ganhar as duas provas de hoje e fomos campeões. Deu tudo certo, vai ficar pra história. O troféu já tem lugar reservado para colocar o troféu em casa”, garante Wagner. “São muitos anos desse esporte que eu amo tanto e chegar campeão nessa data tão importante para Mitsubishi Cup e para mim também, que estou com 19 anos de rali. Fico feliz com tudo o que aconteceu e deu no que deu. A Mitsubishi faz toda a diferença para esse esporte, investe e acredita no rali. Só tenho a agradecer e comemorar. Posso dizer que a Cup se reinventou, mudaram muitas coisas e isso deu um gás a mais e não tenho dúvidas que em 2020 vai ser um ano excepcional para a categoria e espero estar aqui também”, disse Joselito.

Sétima etapa
Na categoria ASX RS Master, vitória de Mauricio Neves e Edgar Fabre; na ASX RS, primeiro lugar para Bruno van Enck e Edu Costa; na L200 Triton Sport R, Cristian Baumgart e Beco Andreotti; na L200 Triton ER Master, Juliano Diener e Gunnar Dums; na L200 Triton ER, Wellington Costa e Rodrigo Mendonça; e na L200 Triton Sport RS, Wagner Roncon e Joselito Junior.

Dia repleto de eventos
Além da Mitsubishi Cup, o dia teve o Mitsubishi Motorsports e o Mitsubishi Outdoor na Super Final Lubrax Mitsubishi Motors reuniu uma série de eventos simultâneos no Autódromo Velo Città. Além dos ralis, teve uma corrida a pé de 7km e 14km pela pista do circuito organizada pela Galera do Pace, e o Fun Day e o Lancer Day, uma divertida prova na pista do autódromo com a galera do Mitsufans (www.facebook.com/mitsufansBR). E durante todo o dia, praça de Food Trucks, teste drive com os modelos Mitsubishi e espaço kids para divertir a garotada.