STJ nega pedido do MPF e autoriza que João de Deus continue internado

Foto reprodução
Anúncio

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF), para que o médium João de Deus voltasse para a prisão. Segundo a decisão, o médium deve ficar internado no Instituto de Neurologia de Goiânia para continuar os tratamentos médicos.

O médium está preso desde o dia 16 de dezembro de 2018, acusado de cometer abusos sexuais contra mulheres que buscavam atendimento espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, onde o médium atuava. Ele também é investigado por outros crimes como posse ilegal de armas de fogo.

Na decisão, o STJ argumentou que a autorização da internação do médium se baseia no direito fundamental à saúde do paciente.

João de Deus foi internado na unidade de saúde no último dia 22 de março depois que um laudo médico feito a pedido da defesa apontou que ele possui um aneurisma na região abdominal e corre risco de morrer caso o aneurisma se rompa.

Anúncio