Desejo à você…

Anúncio
Paula Tooths
Paula Tooths – Jornalista, produtora de TV e escritora, autora de quatro títulos publicados no Reino Unido e repórter do Jornal a Hora.

Hoje escrevo do coração.

 

Recebi centenas de cartões entre outras mensagens, com lindos votos de ano novo. Sou infinitamente grata a cada pessoa que tomou um minuto de seu dia para me escrever e desejar lindas coisas.

 

Mas, vamos parar por um instante e lembrar que o que você deseja para mim, nao é necessariamente aquilo que eu quero para a minha vida ou muito menos aquilo que eu chamo de felicidade.

 

Alguns ousaram gracinhas do tipo – “espero que em 2019 você crie coragem e corte o seu cabelo”. Nao obrigada. Meu cabelo tem mais de um metro, bem ralo e quebrado, cheio de pontas duplas, mas é assim que eu gosto dele. O cabelo e meu e ponto. Não quero e não vou cortar.

 

Outros diziam – “que em 2019 você seja a milionária do ano”. Para quem me conhece de perto sabe que eu não ligo para coisas materiais. Não compro roupas de marca e nao troco de carro, ate porque nao acredito que essas coisas vão mudar a minha essência. Mas essa e a minha opção, e sou feliz com ela. Se ser multimilionário e o que te faz feliz, desejo que você se torne um, mas isso nao me traria felicidade.

 

Se é para ser milionária, que bacana. Vamos ajudar tantas crianças que não tem o que comer e vestir no lugar de comprar o carro mais caro da loja ou andar parecendo uma arvore de natal de tantas etiquetas. As vezes me pergunto – o que essas pessoas escondem atrás de tantas marcas e tanta maquiagem de todos os tipos?

 

Talvez somos frutos de uma sociedade tão torta, que tudo o que as pessoas conseguem desejar é direta ou indiretamente relacionado ao mundo material e estético.

 

Eu sou jornalista e não modelo fotográfico. São coisas bem diferentes. Meu único dever e levar informação com responsabilidade aos leitores. E isso eu consigo fazer bem de cabelo curto ou longo.

 

Se você é ou quer ser meu amigo, eu sou a mesma Paula – de cabelo curto ou longo, bem tratado ou esfarelado. Com a sandália da feira livre ou aquela que outrora estava no pé de uma celebridade. Com pouco ou muito dinheiro, eu sou a mesma pessoa, a mesma alma, dona do mesmo coração. Nada muda. Pelo menos não para mim e não devo pedir desculpas se para você cada detalhe deste mundo hipnoticamente desvairado, mude.

 

Há vinte anos, eu estava de visita ao Brasil quando uma amiga me colocou sentada em seu escritório e seriamente perguntou “Paula, o que você quer de sua vida? “.

 

Naquele momento de choque, tudo que eu consegui responder era que eu não sabia. Eu até sabia e continuo sabendo o que quero dessa minha vida “hiponga”, como a própria amiga se referiu a mim, mas criaturas, entendam uma coisinha bem simples – É assim que eu sou feliz!

 

Essa mocinha “hiponga”, de alma cigana, só quer um pouco de paz, longe da hipocrisia de que eu tenho de ter no lugar de ser (sim sao dois verbos muito distintos), ou ter um cabelo mais curto porque eu ja passei dos quarenta ou tenho de pintar o cabelo porque ali moram alguns fios brancos frutos desta deliciosa experiência ou fazer Botox semestralmente porque algumas rugas já aparecem.

 

Não, essa não sou eu. Essa é a parte de você espelhado em mim, que faz de mim alguém imperfeito dentro da sua concepção de perfeição.

 

Para mim, eu sou perfeita sim, completa. Se você não, busque aquilo que te faz feliz, perfeito e completo.

 

Mas dentro de minhas humildes crenças de perfeição, venho através deste artigo desejar a você, aos seus amigos e familiares, o que eu acredito que sim, são coisas lindas de viver.

 

Desejo que você tenha pelo menos um amigo de verdade, que sem dor, possa contar todas as suas verdades.

 

Desejo que pelo menos uma vez na vida, você tenha coragem suficiente para largar tudo o que seja material e supérfluo a sua alma para trás e corra atrás de seus sonhos. Va viver novas experiências, novas culturas. Viva, sinta…. Pois “ter” nao vai te deixar sentir essas delicias.

 

Desejo que você tenha a oportunidade de comer milhares de coisas diferentes. Doces, salgados, azedos.

 

Desejo que você encontre a felicidade nas pequenas coisas, longe …. Bem longe daquilo que a sociedade em que você cresceu te fez um dia acreditar que o que é rico e bonito e mais importante.

 

Desejo que você encontre no sol, todo o calor que você procura para sua vida, no mar o chuveiro ideal para sua alma e na chuva, o encontro consigo mesmo.

 

Desejo que você seja grato por sua própria vida, por sua saúde, por seu alimento, por seu trabalho, por sua família e por seus amigos e por tantas outras coisas que você puder lembrar.

 

Desejo que você sorria mais. Nao deixe que os políticos e as crises roubem o seu sorriso. Os políticos vão continuar sendo políticos, as crises vêm e vão e você só vai perder um dia de sua vida se amargurando.

 

Desejo que você seja a mudança que você busca no mundo. Mude. Mude de casa, de escola, de cidade. Mude em você aquilo que você reclama nos outros.

 

Desejo que você encontre tempo para escutar mais a musica da natureza. É linda!

 

Desejo que você sinta o vento bater em seu rosto e com ele sinta o anuncio de boas novas em sua vida.

 

Desejo que você viva sem preconceito, sem julgamentos e sem hipocrisia. Desejo que você tenha atitude de gratidão e que tenha esperança de um mundo melhor.

 

Por fim, desejo que você seja feliz. Simples assim.

 

Se a paz te faz feliz, que você encontre paz em sua jornada.

 

Se as cores te fazem feliz, que você encontre muitas cores ao longo deste ano que vem chegando.

 

Se algo ou alguém não te faz feliz, varra de sua vida. Substitua com novos se preferir.

 

Faça aquilo que te deixa contente.

 

Agora, se você se faz feliz, parabéns! Que a sua felicidade seja ainda maior no ano que inicia e que você possa espalhar essa alegria em progressão geométrica!

 

Feliz ano novo!

 

 

 

Anúncio