Eita, Casei

Katia Saules
Katia Saules – Atriz, formada em Artes Cênicas, escritora, critica de artes e colaboradora do site Na Pauta Online.
Esta coluna vai ao ar todas as quartas-feiras.

Whindersson Nunes veio de longe, mas hoje arrebata milhares de pessoas. De Bom Jesus no Piauí, para o Mundo. Um menino talentoso,carismático, divertido, autêntico, firme, e que não se curvou aos moldes já impostos. Chegou com pé na porta, mostrando sua originalidade, sem firulas, sem rodeios, falou e disse. Fez acontecer. É um excelente exemplo para a nova geração de Youtubers.

O ator/humorista iniciou cedo, com apenas 22 anos já havia conquistado milhões de seguidores e fãs. Numa era onde os números falam tão alto, ele soube como ninguém fazer sucesso e se manter nele, que talvez seja a mais árdua das tarefas.

Considerado, com louvor, um fenômeno nascido na internet,ele transcendeu do mundo virtual para o real. O artista é um sucesso de público e crítica, em todas as cidades que apresenta seus shows. Tive o privilégio de ver seu ‘Eita, casei!’, onde ele conta casos de seu casamento, Lua de mel e dia a dia de um evento tão comentado. Tudo com muito humor, leveza e espontaneidade… que é sua marca registrada.

Whindersson é aclamado, faz com que todos a sua volta queiram conhecê-lo um pouco mais. É diferente, é ousado, é organizado, e tem uma equipe absurdamente competente, que certamente o ajuda a se manter nesse lugar onde chegou. Ninguém faz nada sozinho, e ele entende isso muito bem.Valoriza os colegas, os profissionais que junto dele, fazem o show de fato acontecer.

Seu show é preciso. Luz, som, figurino, tudo perfeito.Tudo dialoga, tudo mostra cuidado. Bom roteiro, simpatia, time de comédia e inteligência fazem do seu novo show esse sucesso todo. Por onde quer que passe, lota sessões e abre outra extras, para atender seu volumoso público.

O artista é um dos melhores de sua geração e se destaca pela autenticidade. Não queremos ver imitações, embora saibamos que nada se cria, tudo se copia e se transforma. Mas com uma habilidade diferenciada, ele, por exemplo, faz uma paródia parecer melhor que o original.

Vida longa ao artista que se reinventa e se mantém num lugar tão difícil de se chegar, quanto permanecer.