E foi dada a largada

Anúncio
Rita Gomes Todeschini
Rita Gomes Todeschini – Empresária, Analista Politica e colaboradora do site Na Pauta Online.
Esta coluna é publicado todos os domingos.

Nunca a 00:00 de um dia foi tão esperada como a do dia 16 de agosto de 2018.Tanta ansiedade tem um motivo: essas são as eleições mais curtas desde a volta da democracia no Brasil.

Com 45 dias para fazer campanha e com uma disputa com mais concorrentes do que vestibular de medicina, direito e engenharia nas universidades de renome país a fora, essas eleições são atípicas.

As 00:01 do dia 16 de Agosto foi tão movimentado que até fralda de bebe estava sendo adesivada, tudo isso para recuperar o tempo perdido.

O mais engraçado são as pretensões dos candidatos. Teve gente que em 2014 saiu candidato para deputado estadual ou distrital – no caso do DF –que não ultrapassou a zona dos 1000 votos, se elegendo ao máximo ao cargo de síndico do prédio – ou quadra no caso de Brasília – mas isso já é o suficiente para alçar voos mais longos como deputado federal! Oi??? Como??

Mas dependendo da coligação, quem sabe?

Coligação, está ai um nome batuta e filho da mãe, para não dizer um palavrão.Você rala para conseguir seus votos, tem uma votação expressiva, mas ai….o candidato não se elege por conta dessa bendita coligação. Sua vaga acaba sendo de um cara que teve só alguns poucos mil votos.

Sem contar o puxador de votos, que é aquele cara que tem mais de meio milhão de votos e leva com ele, alguns agregados que não conseguiram nem o voto da família.

Super, mega, hiperdemocrático, sem contar que as coligações só interessam a três candidatos: a presidência, governador e senador.Fora isso, o resto chupa o dedo.

Temos também este ano a vaquinha virtual, que já deixou alguns candidatos em maus lençóis – pegos com as calças nas mãos – já que este ano a torneira das doações empresariais nem pingando está…fechou foi de vez. E a campanha é 100% virtual.

Essa é um capitulo a parte. A agressividade anda tão a flor da pele que uma simples pergunta para conhecer a história do candidato pode trazer uma interpretação de agressão, principalmente quando é ele quem cuida das suas redes sociais e consequentemente dá uma resposta atravessada.

Mas como o foco nas eleições este ano, como nos outros, não são escolher acertadamente quem efetivamente manda no Brasil, que são os deputados por serem legisladores – os que fazem leis – e sim o bobo da corte, aquele que só assina – o Presidente – temos que escrever sobre eles.

Começamos com a primeira pagação de king kong, que foi a foto do Ciro com sua vice, a Senadora Kátia Abreu.A mulher exigiu tanto do photoshop que a internet não perdoou, jogou pedra sem dó. Pois aquela na foto parece qualquer pessoa, menos a Kátia Abreu. Ah a vaidade.

Na última sexta feira teve o 2º debate, não tão engraçado quanto o primeiro, mas igualmente bizarro.

Daciolo, o que anda jogando meteoro em nave espacial, porque pedra em avião é pouco para explicar esse cara, continua em transe episcopal, foi jejuar no monte, não dá entrevista por que foi avisado que ele será assassinado, daqui a pouco só falta dizer que é o novo Eduardo Campos. Da próxima vez o TSE deve pedir atestado de sanidade mental na hora do registro das candidaturas.

Obvio que mais uma vez o foco foi a dupla de candidatos: Bolsonaro e Daciolo.

Bolsonaro mais uma vez provou que só entende de uma coisa: o açaí da Wal, e pra piorar, ele  indignou os Candangos com seu lema: “Mais Brasil e menos Brasília” e ainda levar uma invertida da Marina Silva…sim ela, a mulher bissexto, que depois da resposta para o “mitocondriaco” virei fã dela.

Ao ser questionada por ser evangélica e mesmo assim defendia o plebiscito do aborto e pra maconha, afinal, meu caro, em uma DEMOCRACIA o estado é LAICO, mesmo que as bancadas religiosas,a todo custo, tentem mudar isso.

P.S. Não irei comentar por enquanto sobre a recomendação da ONU, nem sobre o pedido protocolado no TSE pelo MDB na última sexta requerendo aimpugnação da candidatura de Geraldo Alckmin à presidência, por não ter tido tempo ainda de ler na integra os documentos.

E só Santo que enriquece com promessa.

Até semana que vem.

Twitter:@Ricazinha

 

Anúncio