Conseguiram acabar com a corrupção no Brasil, mas só a do PT.

Anúncio

O dia 29 de junho de 2018 foi um dia de “vitória” para aqueles que acreditam piamente que as mazelas no Brasil, e que toda corrupção também é obra do governo PT e seus amigos comunistas, comedores de criancinha.

O STF julgou a lei 13.467 que trata da contribuição sindical obrigatória. O tribunal decidiu em plenário por 6×3, que a tal contribuição passaria de obrigatória para opcional.

A partir dessa decisão, por uma passada bem de leve pelas redes sociais, os pseudos politizados brasileiros comemoravam o fim da obrigatoriedade do pagamento do imposto, como mais uma derrota do PT, afinal sindicato é coisa do PT.

Acabando com a obrigatoriedade, os pseudos politizados acreditaram que a extinção do PT e de todos os partidos comunistas, incluindo o que “amo” de paixão o PCO – Partido do Pão com Ovo… ops Partido da Causa Operária – entraria numa sangria com a falta de recursos financeiros vindo dos impostos.

Eis que ontem, 05 de julho de 2018, levei um susto quando o ministro do Trabalho, o japa boy do PTB Helton Youmura, que ficou com a vaga da preterida filhinha de papai Roberto Jefferson, aliás papai esse que foi um dos maiores porta voz e defensores do impeachment.Dizia ele que só o impeachment da ex-presidente Dilma seria capaz de acabar com a corrupção generalizada e sistemática implantada pelo PT, Cristiane Brasil.

Bem, vamos pular essa parte pois todos nós conhecemos o desenrolar dela, pois bem, ontem o ex. ministro do trabalho foi levado para depor na superintendência da Policia Federal aqui do Quadrado para esclarecer um esqueminha básico, nada demais sabem, tipo assim: libero o registro do seu sindicato em troca de uns míseros tostões, com a ajuda de outro nome que lutou muito pelo fim da corrupção, Paulinho da Força, também conhecido por aqui como Paulinho da Farça.

Segundo a PF apurou, Helton Youmura seria tão somente um bobo da corte, pois o ministério estaria sob comando de Cristiane Brasil, com influência política de Jovair Arantes. Não sei porquê ainda me assusta o nome do deputado do PTB-GO está envolvido em 11 dos 10 esquemas de desvio de dinheiro no Brasil.

Pois bem, chegamos a parte mais interessante e emblemática da coluna de hoje.

O PTB comanda a pasta desde 2016, justo no ano do impeachment estanho né?

(risos).

Mais engraçado ainda é que o Pateta Mor, Carlos Marun, o caveirão do Presi Michel Temer, também teria interesse nesse esquema, quais interesses seriam esses ninguém saberá tão cedo, já que o outro paladino mor, Fachin, negou o pedido de busca e apreensão no gabinete da Secretária de Governo. Ah!! Essa justiça partidária é fogo.

E tudo passa pelo aval de Roberto Jefferson, nosso estimado paladino da moral e ferrenho defensor do fim da corrupção, desde os primórdios do Mensalão em 2006.

O que não entendi nesse forró todo são duas coisas:

1º – Se sindicato é coisa de PT e esquerda comunista, o que faz o PTB nesse angu? Pior ganhando alguns tostões?

Será mesmo que a histeria coletiva é tamanha que ninguém está enxergando o obvio? Que o PTB e SD são noivos nessa suruba sindical, visando o maior lucro possível, além de um enorme curral eleitoral?

2º – Paulinhos, Jeffersons e afins não lutaram pelo impeachment alegando que era a única maneira de acabar com a corrupção endêmica no país?Que a saída da ex-Presidente Dilma e a prisão do também ex-Presidente Lula, serviria para mostrar que a impunidade contra a corrupção no Brasil era coisa do passado, e que esta palavra seria banida no dicionário nacional?

Pois é meus caros,eles querem o fim da corrupção ou o fim da corrupção do PT?Para, então, iniciando a era deles, continuar com a mesma corrupção melhorada e assim poderem reinar absolutos.

Trocaram a M.#$@,mas as moscas, ah!!! Essas continuam as mesmas….
E no fim, mas uma vez uma grande parte da população foi o gado de toada, indo conforme o apontador tocava seu berrante, no caso as panelas nas varandas gourmets.

Anúncio