Lençóis Maranhenses: uma viagem inesquecível

Anúncio

Vai viajar nas férias e ainda não escolheu seu destino?

Minha dica são os Lençóis Maranhenses! Pesquisei no site Melhores destinos e encontrei super dicas !

Com vocês o melhor de Lençóis Maranhenses!

A emoção ao avistar pela primeira vez as lagoas dos Lençóis Maranhenses é inexplicável. Difícil descrever a imensidão da paisagem e a felicidade que toma conta dos viajantes a cada nova lagoa que aparece em meio às dunas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Nenhum cenário do mundo se compara ao que encontramos por lá. Na verdade, os Lençóis Maranhenses são únicos! É tanta beleza que se torna impossível não se apaixonar. E como acontece com todos que mergulham nas maravilhosas lagoas de água doce cercadas por grandes dunas de areia branquinha, nós também nos apaixonamos!

Visitamos os Lençóis Maranhenses no auge da temporada, quando as lagoas ainda estavam cheias e o sol reinava no céu. Sabemos que agora a água já diminuiu e muitas lagoas não estão com tanta água, mas temos a certeza de que paisagem continua espetacular por lá! Por isso, se estiver com alguns dias disponíveis para viajar, corra enquanto há água nas lagoas. E vale dizer que nos Lençóis Maranhenses há também belas praias e a temporada de kitesurfe está só começando! Não perca tempo. Preparamos um post completo com muitas dicas para a sua primeira viagem aos Lençóis Maranhense. E se quiser ver um pouco mais, não deixe de acessar o nosso Guia dos Lençóis Maranhenses. Lá você encontra ainda mais detalhes sobre a melhor época para viajar, como chegar e todos os lindos passeios pelos Lençóis Maranhenses.

Passeio para a Lagoa das Emendadas, em Santo Amaro do Maranhão.

1 – O que são e onde ficam os Lençóis Maranhenses

Poderíamos facilmente dizer que os Lençóis Maranhenses são o paraíso. E não estaríamos exagerando! Os Lençóis Maranhenses são uma região composta de dunas, mangues, rios e lagoas formadas pela água da chuva que, juntas, presenteiam os visitantes com um cenário único em todo o mundo. Sim! O que você verá nos Lençóis Maranhenses não existe em nenhum outro lugar. A região chamada de Lençóis Maranhenses – localizada no noroeste do estado do Maranhão e a 250 km da capital São Luís – ocupa uma área de 155 mil hectares. Dentro desse pedaço maravilhoso de terra está o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, onde estão as mais belas lagoas da região.

Sobrevoo nos Lençóis Maranhenses

2 – Como chegar aos Lençóis Maranhenses

As principais portas de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses são Barreirinhas (de onde se tem acesso a Atins) e Santo Amaro do Maranhão. O único aeroporto da região – o Aeroporto de Barreirinhas – recebe apenas voos fretados de São Luís e o custo do trajeto é muito alto. Sendo assim, o melhor aeroporto para quem deseja visitar os Lençóis Maranhenses é o Aeroporto Internacional de São Luís. De lá será necessário pegar um transporte via terrestre, que pode ser um carro, um ônibus interurbano ou van fretada até Barreirinhas ou Santo Amaro do Maranhão.

A logística pode assustar à primeira vista, mas vale cada minuto na estrada para ver esse paraíso. O trajeto até Barreirinhas, com duração de 4h, é bem mais fácil e as vans podem ser contratas saindo direto do Aeroporto de São Luís ou de hotéis da região. A estrada é toda asfaltada e até mesmo um carro comum pode chegar até lá. O custo, por pessoa, é entre R$ 60 e R$ 70. A maneira mais econômica de fazer o trecho entre São Luís e Barreirinhas é com o ônibus interurbano. A viagem é realizada pela Cisne Branco Turismo e acontece quatro vezes ao dia. Os horários do trajeto de ida para Barreirinhas são às 6h, 8h45, 14h e 19h30. Já os de volta são às 6h, 9h, 14h e 18h45. O custo da passagem é de R$ 51. Nós fizemos o transfer do Aeroporto de São Luís para Barreirinhas com o Paulinho Tur (98 99199-7897 / 98 98149-5474 / 98 99993-8855) e deu tudo certo. Outras empresas a realizarem o trajeto são: a São Paulo Ecoturimo, Rota Combo, Gi Conect e a Levatur (mais conhecida como a van do Sr. Jorge).

Passeio para o Circuito Lagoa Bonita

Quem optar por ir direto de São Luís a Santo Amaro do Maranhão encontrará mais dificuldade, já que a estrada ainda está sendo asfaltada e o final do trajeto deve, obrigatoriamente, ser feito em veículo 4 x 4. Não há um ônibus interurbano que faça o trajeto. A principal empresa a realizar o transfer particular é a Mirotur. O trajeto leva, em média, 4h30 e sai de São Luís às 6h30 e de Santo Amaro às 13h30. O custo é entre R$ 80 e R$ 100, por trecho. Outras agências que oferecem o transfer de São Luís para Santo Amaro são a Malheiros Viagens e Turismo e a Lençóis Turismo. Caso o transfer contratado não faça o trajeto final do 4 x 4, será necessário pegar um dos fretes disponíveis próximos a Santo Amaro, ao custo de R$ 20.

Chegada em Santo Amaro do Maranhão

Para os viajantes que desejam ir direto a Atins, será obrigatório passar por Barreirinhas, onde há serviço de transfer via terrestre e via rio até Atins. O povoado de Atins está localizado entre o mar e o Rio Preguiças. A maneira mais rápida de ir de Barreirinhas para Atins é de lancha, saindo do porto de Barreirinhas. A Satur Turismo realiza o trajeto, com 40 minutos de duração, por valores de R$ 40 e R$ 60 e o horário de partida de Barreirinhas é entre 8h e 10h da manhã. Para quem busca a opção mais econômica, o melhor é o transporte de linha em Toyotas 4 x 4. O horário comum de saída é entre 9h e 11h e a viagem tem duração de 1h30 e é bastante desconfortável. O custo, por pessoa, é de R$ 30. As Toyotas podem ser encontradas no Centro de Barreirinhas, próximas à Agropecuária Correa. Outra opção é fazer um passeio de Barreirinhas para Atins e já ficar por lá ao final do dia.

Vale dizer que nos três casos as pousadas podem auxiliar na indicação de serviços de transfer. A depender da temporada, os serviços podem sofrer alteração de frequência e horário. Veja mais detalhes sobre como chegar em Barreirinhas, Atins e Santo Amaro do Maranhão e também como se locomover entre as bases principais.

Carros 4 x 4 que fazem trajetos nos Lençóis Maranhenses

3 – Quando ir aos Lençóis Maranhenses

As principais atrações dos Lençóis Maranhenses são as lagoas de água doce que enchem na temporada de chuva, sendo assim, a melhor época para visitar, é quando as lagoas estão cheias. A temporada de chuva costuma acontecer de janeiro a junho, com auge nos meses de fevereiro a maio. Quanto mais chuvas no ano, mais cheias ficam as lagoas. Para ver belos dias de sol associados a lagoas cheias, o melhor é viajar nos meses de junho, julho e agosto.

Com a diminuição das chuvas, as lagoas começam a secar. E como a previsão do tempo não é tão certeira assim, o período da cheia das lagoas pode variar de um ano para o outro. A partir de setembro a água já diminui bastante, mas ainda é possível encontrar lagoas cheias até outubro, principalmente na região próxima a Santo Amaro, onde as lagoas são maiores. Já entre novembro e janeiro ver lagoas cheias será bem mais difícil. Antes de viajar, consulte as agências de turismo locais e o ICMBio (pnlm@icmbio.gov.br) para ter certeza das condições das lagoas no período.

Ainda que as lagoas sejam as atrações mais famosas e procuradas, nos Lençóis Maranhenses é possível também fazer passeios para praias e rios, ou seja, dá pra ir durante o ano todo. E quem é fã de kitesurfe pode investir em viagens entre setembro e novembro, quando os atletas tomam conta dos Lençóis Maranhenses.

4 – Onde ficar nos Lençóis Maranhenses

Quem visita os Lençóis Maranhenses conta com três bases principais para hospedagem: Barreirinhas, Atins e Santo Amaro do Maranhão. Barreirinhas é a base mais famosa entre as três e também a que oferece mais infraestrutura turística. Há uma grande variedade de hotéis e pousadas, muitas agências de turismo, restaurantes e comércio bem desenvolvido e muitos turistas. Bem mais turistas que as outras bases, acredite! Barreirinhas é ideal para quem não abre mão de infraestrutura e também é a cidade mais fácil de chegar. Ainda que seja a mais popular, Barreirinhas pode não se enquadrar em todo perfil de turista, por isso é importante avaliar também a possibilidade de hospedagem em Atins e Santo Amaro.

Barreirinhas é a principal base de hospedagem nos Lençóis Maranhenses

Santo Amaro é uma cidade bem mais tranquila, com menos turistas e acesso mais fácil às lagoas para passeios. Ao mesmo tempo, há menor oferta de pousadas e hotéis, assim com restaurantes e comércio. Santo Amaro é indicada para quem deseja ver algumas das mais belas lagoas do circuito que é acessível de 4×4. Fique atento! Não necessariamente as lagoas mais bonitas estão em Barreirinhas, por isso é importante pensar em dividir a hospedagem em várias bases.

Atins, entre as bases principais, é a que tem o ar mais descolado e alternativo. Localizada entre o mar e as lagoas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, Atins agrada aos turistas que buscam um lugar mais tranquilo e sem a obrigatoriedade de passeios. E é sempre bom poder dar um pulinho na praia, que está ao lado do povoado principal. Ótima pedida para relaxar!

As pousadas em Atins têm clima mais descontraído

5 – Como se locomover nos Lençóis Maranhenses

Esqueça o seu carro. Ele não será útil nos Lençóis Maranhenses. No máximo você poderá usá-lo para chegar a Barreirinhas, onde ele ficará parado por vários dias. Para circular pelos Lençóis Maranhenses, principalmente pelo Parque Nacional, será necessário um veículo com tração nas quatro rodas e snorkel, experiência em areias e dunas e uma autorização do ICMBio adquirida previamente. Sendo assim, o melhor é mesmo seguir para os Lençóis Maranhenses sem carro e lá fazer alguns passeios, contratar um guia particular ou mesmo seguir a pé para algumas das mais lindas lagoas. Veja mais sobre como circular pelos Lençóis Maranhenses.

6- Quantos tempo ficar nos Lençóis Maranhenses

Ta aí uma pergunta difícil de ser respondida. Os Lençóis Maranhenses podem ser visitados em um bate e volta de um dia a partir de São Luís (há várias agências que oferecem o passeio) ou em quinze maravilhosos dias de pura calmaria. Vai depender de cada turista. Consideramos como ideal, para conhecer as três bases principais, o tempo de dez dias. Assim será possível passar por Barreirinhas, Atins e Santo Amaro. Ainda que dez dias seja um ótimo período, não será suficiente para conhecer todas as principais atrações dos Lençóis Maranhenses. Com certeza você terá vontade de voltar! E se dez dias de viagem não são suficientes para ver tudo, imagine um bate e volta! Mas se um dia é tudo o que você tem, aproveite cada segundo.

Anúncio