Fabiana Beltrame conta como é ser mãe e atleta ao mesmo tempo

Anúncio

Fabiana Beltrame, ex-atleta da Seleção Brasileira de Remo, está no Momento Papo de Mãe desta terça-feira (26/6)

Nesta semana, o programa aborda o tema Mãe Atleta. A atração inédita vai ao ar às 11h45 e às 17h45, na TV Cultura, no YouTube e no aplicativo Cultura Digital

São Paulo, 25 de junho de 2018 – Em clima esportivo, o Momento Papo de Mãe desta terça-feira (26/6) traz o tema Mãe Atleta. Para falar sobre o assunto, as apresentadoras Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem a ex-atleta da Seleção Brasileira de Remo Fabiana Beltrame, mãe da Alice, de oito anos, e grávida de 24 semanas do Davi, e a médica do esporte Karina Hatano. A atração inédita vai ao ar às 11h45 e às 17h45, na TV Cultura, no YouTube e no aplicativo Cultura Digital.

Mães esportistas se dedicam a treinos diários e, para participar de competições, também incluem em suas rotinas muitas viagens. A Dra. Karina destaca que as mães não precisam deixar de lado a profissão: “elas não devem desistir. É possível conciliar os exercícios com a carreira e a vida pessoal”. Fabiana concorda e incentiva: “é só ter um pouquinho de organização que tudo se encaixa”.

A ex-atleta conta que a filha, na época com dois anos, a acompanhou durante o Campeonato Mundial de Remo, em 2011, quando conquistou medalha de ouro. “Eu tive meus melhores resultados depois que dei à luz. Para mim foi maravilhoso em todos os sentidos”, reforça.

A mãe da Alice fala ainda sobre equilíbrio emocional no momento das provas e o quanto é difícil viajar para competições e deixar a filha: “é um dilema muito grande. A gente tem que estar bem resolvida e gostar muito daquilo que faz para poder seguir em frente com segurança”.

Agora na segunda gravidez, Fabiana diz que está diferente, pois se aposentou das competições: “eu não vou ter que dividir meu tempo com os treinamentos, que eram muito intensos. Vou ter mais tempo para ficar com ele. Acho que eu vou curtir mais este desenvolvimento”.

No programa, Dra. Karina destaca ainda a importância da proximidade dos familiares dos atletas durante os campeonatos. “A gente vê que, em campeonatos grandes, como Olimpíadas e Mundiais, muitas vezes eles precisam da família para ajudar, porque querem o apoio. Então, a presença da torcida ali é fundamental”, explica.

Anúncio