Dica de viagem no inverno

Luana Amorim
Luana Amorim – Empresária e colaboradora do site Na Pauta Online.

Pouco a pouco, os brasileiros estão ampliando seus horizontes dentro da América do Sul e deixando um pouco de lado a Europa e o Estados Unidos. Depois de cair nas graças de Buenos Aires, está na hora de descobrir todas as maravilhas de Mendoza, na Argentina, região conhecida por vinhedos e belíssimas paisagens com direito a neve.

Aos pés dos Andes, a cidade é rodeada de 1.200 vinícolas que produzem cerca de 70% do vinho argentino. Entre os destaques está a chance de se hospedar nestas propriedades, onde os chalés ficam entre os parreirais e o spa oferece tratamentos de vinoterapia. Quem quiser participar da famosa e espetaculosa festa da colheita das uvas, a Vendimia, precisa agendar a viagem entre fevereiro e abril.

Outro ponto alto do destino são as águas termais, ideais para quem quer voltar de viagem renovado e relaxado. A região possui várias estações hidrotermais, mas as maiores são Parque Termal Cacheuta, Termas del Challao e Complejo Termal Los Molles. O visual dos entornos é um espetáculo a parte. Não deixe de explorar Guaymallén.

Para apreciar ainda mais a natureza, visite o Parque General San Martín, que é um dos mais importantes do país, repleto de esculturas e mais de 300 espécies botânicas. Esportes de aventura como trekking, rafting e canoagem. Na hora da fome, os mais abastados recorrem ao 1884, casa do chef Francis Mallmann que está entre os melhores restaurantes dentro de vinícolas do mundo.

Aproveite porque tem voos a partir de R$ 700 ao longo de 2018. Com R$ 1.500 dá para viajar por quatro diastranquilamente, incluindo passagens, hospedagem, alimentação, transporte e passeios.

Não fique menos de sete dias,tem muito o que conhecer em Mendoza!
Essa é minha dica para aproveitar o melhor do inverno!

Então prepare os casacos e  boa viagem!

Fonte:Ao ar livre comes e bebes